Supernatural 15ª temporada – Um fim que une todas as temporadas

Supernatural 15ª temporada – Um fim que une todas as temporadas

ATENÇÃO! ESSA CRÍTICA CONTÉM SPOILERS 🚨

É, maratonistas… Depois de 15 longos anos cortando cabeças de vampiros, queimando os cadáveres dos fantasmas, atirando com balas de prata em lobisomens, dentre outros, a série chega ao fim. E que fim foi esse!

Começo confuso, porém pensado

Supernatural em sua última temporada conseguiu amarrar tudo o que foi dito durante todas as outras temporadas e deu um fim construído com o tempo, não simplesmente imposto. Confessamos que com o fim da décima quarta temporada, achamos que o desfecho seria meio The Walking Dead. Porém, aquilo foi só mais um passo pensado na construção da história, afinal se a Rowena (Ruth Connell) não fosse a chefona do inferno, como eles iriam conseguir acesso tão rápido a artefatos escondidos lá, não é mesmo?

Rowena na última temporada da série
Rowena na última temporada de Supernatural

Jack, a surpresa!

Deixando de lado os principais personagens que são Sam (Jared Padalecki), Dean (Jensen Ackles) e Castiel (Misha Collins), o que nos impressionou foi a construção de um personagem, mesmo antes do momento de seu nascimento. Estamos falando de Jack, interpretado com maestria por Alexander Calvert. No aspecto personagem e contexto, que aula os roteiristas da série deram, gerando toda uma expectativa ao redor do meio arcanjo, meio humano. Essa expectativa foi concretizada no final com a passagem de bastão divina e a reformulação do céu e da Terra. Foi lindo!

Jack e Castiel, os escolhidos para comandar o céu
Jack e Castiel, os escolhidos para comandar o céu

Os Winchester

Voltando aos principais, durante toda a duração do programa, os irmãos Winchester tinham destinos separados e esperados para cada um. Dean sendo um caçador nato, movido por instintos e pelo coração enorme que tem, sabia que seu fim seria em uma caçada, algo que foi entregue pela produção. Já por outro lado, Sam que sempre foi o estudioso e mais voltado para uma “vida normal”, teve seu desfecho exatamente como esperado. Construiu uma família, continuou o legado dos caçadores com seu filho e reencontrou seu irmão e companheiro para viver no céu reformulado por Jack e Castiel.

Sam e Dean na última temporada do programa
Os protagonistas Sam e Dean juntos durante 15 anos nessa série maravilhosa!

Poderia ter melhorado…

Um dos pontos baixos que achamos foi exatamente o final do anjo do Senhor, Castiel. Afinal, todos esperávamos que o Vazio fosse prendê-lo em seu momento de plena felicidade e ele descobriu que a felicidade não era ter, mas sim em ser, salvando seu melhor amigo Dean, com um último sacrifício. Porém os produtores poderiam ter explorado melhor no último episódio como foi a ida do anjo para o céu e se a relação entre ele e o novo Deus continua de paternidade e mentoria, como era esperado.

Fora isso, a recomendação é para maratonar todas as temporadas e se deliciar com essa série INCRÍVEL que é Supernatural. Não percam!

🎖Nota: 9,0

Curtiu? Siga —> @maratonando_pop ✅

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *