Jim Carrey 60 anos: 5 filmes com o ator que marcaram época!

Jim Carrey 60 anos: 5 filmes com o ator que marcaram época!

Jim Carrey completa 60 anos de idade hoje. Um dos maiores nomes do cinema de comédia dos Estados Unidos, o ator experimentou uma vertiginosa ascensão ao sucesso em meados dos anos 90, quando estrelou papéis que marcariam uma geração.

Nascido no Canadá, Jim Carrey veio de origem humilde. Quando criança, sua família passou por muitas dificuldades, chegando até mesmo a morar dentro de um trailer. Foi o seu talento em fazer caretas e imitações que mudou para sempre sua vida. No final dos anos 70, ele começara a fazer algumas apresentações de Stand-up locais, que logo lhe abririam as portas para seus primeiros trabalhos na TV e, posteriormente, nos cinemas.

Apesar de todo o sucesso, recentemente, o ator passou por uma fase difícil em sua vida. Carrey, que nunca escondeu que desde 2004 luta contra depressão, mergulhou em um período grave da doença após o suicídio de sua ex-namorada. Na ocasião, ele chegou a ser acusado de negligência na morte de Cathriona White. Porém, foi absolvido do processo por falta de provas e, em 2020, após um período afastado dos holofotes, retornou aos trabalhos como Doutor Robotnik, em Sonic: O Filme (2020).

Dito isso, como forma de uma justa homenagem, decidimos recapitular um pouco da carreira de sucesso de Jim Carrey, destacando cinco filmes imperdíveis com o ator. Confira!

Ace Ventura: Um Detetive Diferente (1994)

Não seria exagero afirmar que esse foi o primeiro filme relevante da carreira de Jim Carrey. Na verdade, o ano de 1994 como um todo representou uma grande virada em sua trajetória. Foi nele em que, após alguns pequenos papéis e pontas em filmes menores, o ator estrelaria uma sequência de três grandes sucessos (Esse aqui em questão, o próximo da lista e Débi e Loide: Dois Idiotas em Apuros), começando por Ace Ventura: Um Detetive Diferente. No filme, Carrey vive um desajeitado detetive especializado em crimes envolvendo animais. Assim, quando o golfinho mascote do Miami Dolphins, uma famosa equipe de futebol americano, é sequestrado, o detetive é chamado para solucionar o caso, o que resulta em uma série de acontecimentos hilariamente ridículos.

O Máskara (1994)

Baseado em uma História em Quadrinhos de mesmo nome, publicada pela Dark Horse Comics, O Máskara foi, entre os três filmes de Jim Carrey em 1994, o de maior sucesso tanto crítico, quanto comercial. O longa foi a quinta maior bilheteria do referido ano, arrecadando mais de 350 milhões de dólares em todo o mundo. Originalmente, a ideia era a de que o longa seguisse ao pé da letra os quadrinhos, muito mais sombrios e violentos. Porém, com o intuito de transformar o conceito em algo mais apelativo para as grandes audiências, os produtores mudaram de ideia no meio do caminho. Na trama, somos apresentados a Stanley Ipikis (Carrey), um pacato bancário que encontra uma máscara com o espírito do Deus Loki. Sempre que a utiliza, Stanely se torna uma peculiar figura extremamente autoconfiante e com super-poderes. O que ele não sabe, porém, é que isso acabará por virar a sua vida de cabeça para baixo.

O Show de Truman: O Show da Vida (1998)

Jim Carrey não se destacou somente nas comédias. Em sua carreira, o ator também se arriscou e foi elogiado por alguns papéis mais dramáticos, como é o caso de O Show de Truman. Ao longo do filme, acompanhamos o dia a dia de Truman Burbank, um vendedor de seguros em uma pequena cidade. Quando alguns acontecimentos suspeitos fazem com que ele passe a desconfiar da própria realidade em que ele vive, ele vem a descobrir, mais tarde, que toda sua vida trata-se, na verdade, de uma armação monitorada por câmeras e transmitida em rede nacional em forma de entretenimento para as massas. Uma poderosa história sobre autodescobrimento, na época de seu lançamento, muito se falou sobre a possibilidade de Jim Carrey ser indicado ao Oscar em 1999 por sua grande atuação no longa. Fato que não ocorreu, com muitos considerando uma grande injustiça com o ator.

O Todo Poderoso (2003)

Apesar de ser uma comédia propriamente dita, O Todo Poderoso, muito além de humor de forma gratuita, apresenta algumas boas lições de moral embutidas em sua trama. Bruce Nolan (Jim Carrey) é um bem-sucedido jornalista que não enxerga e não dá o devido valor a nenhuma de suas conquistas. Dessa forma, quando certas coisas começam a dar errado em sua vida, ele começa a questionar a lógica de Deus em fazer as coisas acontecerem, que ele considera injusta. Porém, quando o próprio Deus (Morgan Freeman) resolve descer à Terra e lhe entregar o poder de comandar o planeta por um dia, Bruce aprenderá que é praticamente impossível de se agradar a todos, compreendendo também o valor de suas conquistas e a necessidade de parar de buscar sempre culpar alguém por suas próprias ações.

O Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (2004)

Joel (Jim Carrey) e Clementine (Kate Winslet) são um casal que, após anos de insucesso na tentativa de fazer com que seu relacionamento desse certo, decidem se submeter a um tratamento experimental que fará com que ambos se esqueçam um do outro, o que incluirá todas as lembranças que possuem juntos, tanto as de maus momentos, quanto as de bons momentos que viveram. Dito isso, ao passar por algumas memórias que ele não gostaria de esquecer, Joe muda de ideia no meio do processo. Agora preso dentro da sua própria mente, ele precisará arrumar uma maneira de avisar aos médicos para parar o procedimento. Uma poderossa história sobre a importância das nossas lembranças e das pessoas que passam pelas nossas vidas, o filme foi mais uma grande performance de Jim Carrey no drama, se tornando um dos melhores longas lançados nos primeiros anos da década de 2000.

Menções Honrosas

Jim Carrey é um ator com mais de 30 anos de carreira e, é claro, seria injusto não citar também outros filmes de destaque em sua trajetória nas telas. Por isso, ficam aqui algumas menções honrosas: Débi e Lóide, que, como dito, fechou o trio de sucessos do ator em 1994; O Mundo de Andy (1999), do cineasta Milos Forman, em que Carrey viveu o ator e humorista Andy Kaufman, e O Grinch (2000), adaptação do conto infantil sobre uma criatura que odeia o natal.

Para mais informações fique ligado no Maratonando POP e nos siga nas redes sociais!

Instagram

Facebook

Twitter

YouTube

Confiram também o InstaGeek88

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *