Tudo sobre Godzilla, da criação aos dias de hoje!

Tudo sobre Godzilla, da criação aos dias de hoje!

Godzilla vs. Kong está cada vez mais próximo de chegar ao Brasil. Já disponível para o público ao redor do mundo que tem acesso ao HBO Max e em cinemas que encontram-se abertos, o filme já está quebrando recordes, sendo a maior bilheteria desde o início da pandemia de covid-19.

Dito isso, como já realizamos anteriormente um artigo explorando mais sobre as origens do Kong, hoje é chegada a vez de nos aprofundarmos mais na história por trás de Godzilla, o rei dos monstros. Vamos em frente!

Os criadores e primeira aparição

Godzilla foi criado pela união das forças criativas do produtor de cinema Tomoyuki Tanaka, do diretor Ishirō Honda e do mestre em efeitos visuais Eiji Tsuburaya, que mais tarde viria a ser o criador do Ultraman. O monstro fez sua primeira aparição no ano de 1954, com o filme japonês Godzilla (ou Gojira), produzido pela Toho Film Company, uma das maiores produtoras de cinema do Japão e detentora dos direitos do personagem.  

O pôster do filme clássico de 1954.

Ishirō Honda, o diretor do clássico, era famoso anteriormente por ter sido assistente de direção do lendário Akira Kurosawa. Na época, Honda já possuía experiência com filmes que envolviam o uso de efeitos especiais, como viria a ser o caso de Gojira, por conta de seu trabalho no filme Águia do Pacífico, de 1953, e também conhecido como Operação Kamikaze, sobre a participação do Japão na Segunda Guerra Mundial.

A proposta por trás do longa

Na época do lançamento de Godzilla, o Japão ainda era um país traumatizado pelas consequências das bombas atômicas da Segunda Guerra Mundial, as famosas e devastadoras bombas de Hiroshima e Nagazaki. Por conta disso, a ideia por trás do longa era passar uma mensagem crítica ao uso de armas nucleares pelas potências globais, já que, na trama, são essas que causam o despertar de Godzilla.

Os efeitos especiais

Um dos destaques do filme foram seus efeitos especiais práticos. Godzilla era, literalmente, um “homem fantasiado” (no caso dois: Katsumi Tezuka e Haruo Nakajima, falecido em 2017) e foram utilizadas maquetes e miniaturas para criação das cenas de destruição, que, por sua vez, causaram um grande impacto na audiência da época, principalmente na audiência japonesa, que se deparava com cenas de destruição em massa, com fortes usos de luz para criar explosões, cenas de pessoas fugindo, etc.

Franquia

O filme foi um grande sucesso, que fez surgir uma franquia que soma, ao todo, 36 filmes, sendo 32 produzidos pela Toho. Entre eles estão Godzilla Ataca Novamente, lançado logo no ano seguinte, 1955, Godizilla vs Mechagodzilla, de 1993 e o mais recente, Shin Godzilla, de 2016.

Os rivais do Deus

Após o sucesso do filme de 1954, a Toho introduziu muitos outros monstros (na verdade, esses filmes da produtora se tornaram até mesmo um gênero: Kaiju), que mais tarde, em crossovers se tornaram “inimigos” de Godzilla e participaram de muita das 32 produções citadas anteriormente

Entre os mais famosos estão King Ghidorah, um dragão de três cabeças, Rodan, uma espécie de pterodátilo, e Mothra, semelhante a uma abelha chamada de “rainha dos monstros”.

Além desses, se destaca também o famoso Mechagodzilla, uma versão mecânica/artificial de Godzilla projetada para proteger o Japão do monstro.

O primeiro encontro com Kong

O primeiro encontro entre Kong, cuja a criação é anterior a de Godzilla, já que sua primeira aparição foi em 1933, e Godzilla foi em uma produção da Toho lançada em 1962: King Kong vs. Godzilla. No ano seguinte, o filme ganhou uma versão “americanizada”, que hoje em dia é a mais fácil de ser encontrada disponível.

As versões americanas e o Monsterverse

Godzilla, algum tempo depois, virou alvo de inúmeros novos projetos, como animações, jogos e produções comandadas por estúdios americanos. A primeira delas foi Godzilla, de 1998, que foi um fracasso tanto de crítica, quanto de público.

Porém, a mais recente e, até o momento, bem sucedida, é a do monsterverse, produzida pela Warner, que já conta com dois filmes, Godzilla, de 2014, e Godzilla: Rei dos Monstros, de 2019, além do embate com Kong, de 2021.

Fique ligado no Maratonando POP e nos siga nas redes sociais!

Instagram

Facebook

Twitter

Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *